Vida

Pessoas vêm e vão todos os dias em escuridões profundas e luzes ofuscantes de mundos subjetivos e (in)existentes. Todo dia tem uma nova corrida, uma nova maratona, uma preocupação a mais, um saltar ou não saltar. Apesar disso ainda escutamos felizes o don't worry! acalmante do reggae do Bob e sorrimos para o amanhã, mesmo que o ontem tenha significado o fim por muito tempo. A vida se recria, revive e exibe suas cores, apalpa nossos rostos e exala as escolhas que fizemos e que faremos. Dia após dia reclamamos, choramos, culpamos deuses, criticamos e nos cegamos, porém também despertamos. E desse despertar de milhares de anos no forno vemos, revemos, caminhamos e nos surpreendemos. Tentamos julgar, mas somos homens e por fim vemos que o eu e o você são apenas palavras, como o negro e o branco, o homo e o hetero, o rico e o pobre. Somos seres mesquinhos, hipócritas, multi-faces e prepotentes, mas antes de tudo felizes (é Natal (haha)). E estamos de férias. Então deixa disso que every little thing is gonna be alright, boas férias, boas festas, volto ano que vem.



;)